Super Dark Times

Super Dark Times

Sombrio e interessante, Tempos Obscuros (Super Dark Times) é a dica da semana para o Netflix

 

* Por Henrique Morato

 

Nem só de filmes velhos vive o homem a Netflix, o longa independente Super Dark Times (Tempos Obscuros) de 2017 é um dos achados da plataforma. O filme americano com classificação 18 anos, é um drama/suspense dirigido por Kevin Phillips, que por sinal é sua estreia nas telonas, e estrelando Owen Campbell (The Americans) e Charlie Tahan (Frankenweenie, Gotham). Tratando de temas como amizade, violência e ciúmes com maestria tem uma linguagem visual bem característica e é uma das coisas que mais chama atenção.

 

A história se passa em meados dos anos 90 e narra a amizade dos dois personagens principais. Os jovens bastante confusos com relação a popularidade, amor, drogas (como todo jovem) estão na fase de transição entre a adolescência e a vida adulta até que um evento traumático acontece (evitando spoilers).

Garotas…

 

A partir daí a característica do filme muda e ele passa a ficar mais sombrio e brincar um pouco com o psicológico, criando uma atmosfera bem interessante que coloca o espectador a fazer as mesmas escolhas entre coragem, medo, responsabilidade dos protagonistas e como isso impacta em suas vidas.

Capacidade de fazer merda errar né pessoal, jovens.

 

Com um roteiro que lembra um pouco Stephen King e outros filmes que desenrolam de forma similar como Quase Um Segredo (2004) e Paixão Sem Limites (1993), tenta evocar principalmente no início a temática de aventura construída por séries e filmes da época do Walkman como Stranger Things, apesar de não se apoiar nisso para a evolução da narrativa. Algumas cenas são mais longas do que deveriam, mas nada que estrague a experiência.

 

Nostalgia anos 90

 

Excelente filme na Netflix e vale a pena conferir o trabalho do diretor estreante que tem uma fotografia e sonorização marcantes.

 

henricas 

 

Henrique Morato é programador, professor e louco (por filmes trash).