Quadrinhos BR pelo mundo: Festival de Lucerne

Quadrinhos BR pelo mundo: Festival de Lucerne

Tradicional evento na Suíça vai receber quadrinistas brasileiros para palestra

 

Os quadrinhos recebem vários nomes ao redor do mundo. Aqui mesmo, a gente chama de “gibi”, de “revistinha” ou mesmo usamos a sigla “HQ”.

 

Em Portugal, eles dizem “banda desenhada”, uma tradução do francês bande dessinée. Em inglês são os famosos comic books e, em italiano, a palavra é fumetti.

 

É dessa palavra que se origina o nome do festival Fumetto que rola já há 27 anos na chiquérrima Lucerne. O Fumetto – International Comix Festival Lucerne evoluiu de um pequeno evento local na região da Suíça Central para um dos mais importantes festivais de quadrinhos internacionais na Europa. A edição deste ano acontece de 14 a 22 de abril.

 

Competição

Fundado em 1992, o Fumetto, em sua primeira edição, criou uma competição, que logo estabeleceu-se como uma tradição importante do festival. Já em 1995, o número de expositores aumentou, inclusive com a presença dos principais artistas de quadrinhos internacionais. Devido a esse crescimento, os locais do festival foram distribuídos pelo centro antigo de Lucerna, o que contribuiu muito para o seu charme.

 

O festival concentra-se em mostrar quadrinhos artisticamente sofisticados e outros movimentos de arte, como desenho, ilustração, artes plásticas, gráficos, performances e animação. Os convidados são os artistas de quadrinhos mais importantes do mundo, tanto jovens talentos quanto artistas já consolidados, nas múltiplas formas do quadrinho de arte.

 

O Fumetto não só retrata os desenvolvimentos atuais da cena, como também apoia ativamente jovens talentos. O festival abre espaços para exposições de artistas jovens e promissores e ainda desconhecidos, e oferece acompanhamento às suas carreiras. Assim, o festival posicionou-se como um evento com foco na arte em si e que não tem objetivos comerciais. Hoje, o Fumetto, com cerca de 50 mil visitantes a cada edição, é um dos 10 eventos mais importantes da cidade de Lucerna.

 

Brasileiros

A novidade este ano é uma palestra com artistas nacionais, falando justamente sobre a produção de quadrinhos no Brasil. No dia 21 de abril, simbolicamente um dia que relembra a busca pela liberdade aqui no Brasil no feriado de Tiradentes, os quadrinistas Fábio Zimbres, Diego Gerlach, Talita Hoffmann, Nik Neves e Rafael Coutinho vão conversar com o público presente sobre o mercado nacional e a produção que rola por aqui.

 

É uma prova inegável de que nossos artistas já são reconhecidos pelos quadrinhos que produzem, para além da identificação – que ainda acontece – de que temos apenas desenhistas de super-heróis.

 

Para conhecer mais

Nerd oldschool, gamer de primeira geração. Levou a vida de gibi tão a sério que até mestrado sobre o assunto fez. Além de uma tatuagem do Superman. Na vida real é empresário (www.evcom.com.br) e professor universitário (www.faap.br).