O Corvo, de James O’Barr, ganha edição caprichada no Brasil

O Corvo, de James O’Barr, ganha edição caprichada no Brasil

Clássico quadrinho indie, O Corvo, finalmente chega ao mercado nacional como merecia

 

Pra minha felicidade e felicidade geral da nação quadrinística, acaba de sair pela  Darkside Books (@darksidebooks) o lindo encadernado com essa obra-prima, considerada a HQ independente mais importante de todos os tempos.

O que é

Muitos não conhecem a graphic novel original de James O’Barr e sim a adaptação cinematográfica de 1994 estrelada por um jovem ator e artista marcial muito promissor, filho de Bruce Lee.

 

Brandon Lee morreu baleado acidentalmente durante as filmagens mas mesmo assim o filme foi concluído e lançado, sendo elevado ao patamar de ‘cult’ – não só por sua qualidade indiscutível, mas também pela aura de tragédia, mistério e “mau agouro” que permeava o longa.

 

A própria HQ de James O’Barr surgiu de uma tragédia: sua namorada foi atropelada

e morta por um motorista bêbado em 1978. A criação do justiceiro morto-vivo e poético – que guiado por um misterioso corvo, volta do túmulo para exterminar os bandidos que assassinaram covardemente ele e sua noiva – foi uma espécie exorcização de seus próprios demônios interiores, através dessa “vingança” contra o irresponsável algoz de sua amada. “Prédios queimam, pessoas morrem… mas o amor verdadeiro é para sempre.”.

 

Pros saudosistas da década de 1980, como esse (incurável) que vos escreve, a publicação traz muito do clima daquela época na arte em preto e branco (mesclando os traços finos de algumas páginas com outros mais “grosseiros” que lembram alguns antigos mangás) e evoca até bandas do período como The Cure e Joy Division – aliás, as preferidas do autor.

 

Esse belíssimo livro é sem dúvida um item obrigatório não só pros amantes dos quadrinhos, mas também pra quem curte o ótimo filme com Brandon Lee.

 

Recomendo muito, muitíssimo mesmo!