BGS Day acontece em 31 de julho, com superlive de 8 horas

BGS Day acontece em 31 de julho, com superlive de 8 horas

Shota Nakama e Charles Martinet são alguns dos destaques do encontro, que terá as tradicionais atrações da Brasil Game Show, como BGS Talks e BGS Meet & Greet, cosplays, gameplays, jogos indies e novidades das principais empresas do universo gamer

Essa tal covid-19 mudou tudo mesmo. Não tem como negar. De filmes tendo estreias adiadas, a eventos que passaram a ser online. Antes mesmo da CCXP anunciar que seria “a distância”, a BGS já havia “transferido o evento para as mesmas datas de 2021”, que é um jeito bonito de dizer que cancelou.

E tá certo, tem mais que cancelar mesmo. No momento em que esse texto é escrito, 87.131 pessoas já haviam morrido em função do vírus no Brasil. É impossível fazer um evento das dimensões da BGS de maneira presencial.

Então, de maneira inteligente e prudente, os organizadores criaram o BGS Day, com uma programação bem interessante.

Superlive

Com 8 horas de duração, nesta sexta, dia 31 de julho, a partir das 13h, vai ter tudo que gostamos de ver na BGS “ao vivo”, só que dessa vez vamos assistir pelas telas: convidados internacionais, influenciadores, cosplayers, gameplays, jogos, unboxing de acessórios, lançamentos e até promoções. 

“Nossa intenção é manter a interação com os fãs durante o ano, minimizar a distância entre o público e a indústria e, por algumas horas, sintonizar toda a comunidade gamer numa corrente positiva, animada e disposta a se divertir, ainda que virtualmente”, explica Marcelo Tavares, fundador e CEO da Brasil Game Show.

Convidados internacionais, BGS Talks e eSports

O produtor musical Shota Nakama (se você pensou besteira depois de ler o nome dele, já sabe que vai pro inferno, né?) e Charles Martinet, o carismático dublador de Mario, estão entre as atrações do primeiro BGS Day. Já conhecido do público brasileiro após participar de duas edições do evento, Nakama, que é o criador da Video Game Orchestra, grupo que mistura hits dos games, banda de rock e orquestra, vai revelar curiosidades de sua trajetória, enquanto Martinet participará do BGS Talks, painel com grandes nomes da indústria que a BGS promove desde 2017. Na superlive também vai rolar um bate-papo sobre esportes eletrônicos e tudo o que rola no cenário competitivo.

BGS Indie

Estúdios independentes sempre têm vez na BGS e no BGS Day não será diferente. Durante a superlive, o jornalista Cleber Marques, do Warpzone, receberá o os fundadores do OxeLiz Games Studio, o casal Elizabete (a Liz de OxeLiz) e Edilson Vasconcelos de Melo Jr., para um bate-papo sobre os desafios do desenvolvimento de jogos independentes e sobre INhabited Stations, game de simulação de cidades e sociedades.

Aquele tumulto bom que a gente gosta, mas agora não pode ter (foto: divulgação)

É igual ir até o Expo Center Norte, passar calor, pagar caro na comida e voltar com o pé doendo, mas feliz pra caramba? Não é. Mas tem o lado bom de ser muito mais democrático, porque é de graça e gente do Brasil inteiro pode assistir. Então vamos aproveitar, que é o melhor possível para o momento atual.

Todas as informações do BGS Day estarão disponíveis no site da Brasil Game Show: http://www.brasilgameshow.com.br/bgs-day/

Nerd oldschool, gamer de primeira geração. Levou a vida de gibi tão a sério que até mestrado sobre o assunto fez. Além de uma tatuagem do Superman. Na vida real é empresário (www.evcom.com.br) e professor universitário (www.faap.br).