Para apaixonados por música: minicurso aborda a história do disco em São Paulo

Para apaixonados por música: minicurso aborda a história do disco em São Paulo

Na semana do aniversário da cidade, um curso do SESC revisita a História da cidade de São Paulo por meio dos discos de 78 rotações

 

Essa é para apaixonados por Música e História se deliciarem. Que tal reconstituir o percurso da história do disco em São Paulo por meio da audição de discos originais em 78 rpm mecânicos e elétricos a partir de acervo de colecionadores? Esta é a proposta do minicurso A indústria fonográfica através de discos de 78 rpm (SP), que o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realiza nos dias 23 e 24 de janeiro.

 

Serão dois encontros, que passarão por diferentes estilos e trarão à tona temas e ideias que muita gente já nem se lembra mais.

 

No primeiro dia será feito um percurso de escuta de discos prensados por diversas gravadoras independentes que surgiram na cidade de São Paulo entre os anos 1910-1920 como Phoenix, Imperador, Brasilphone, Arte-Fone, Ouvidor, Parlophon, além de discos gravados pelas multinacionais Odeon e Columbia. O repertório será de canções, música instrumental, música folclórica, hinos políticos e patrióticos das Revoluções de 1924 e 1932.

 

No segundo encontro será feito um percurso da História do samba e dos desfiles de carnaval em bairros de imigração italiana como o Brás e o carnaval negro dos cordões carnavalescos através das gravações de seus artistas a partir da década de 1920. A escuta será de sambistas importantes de São Paulo como Nabor P. Camargo, Januário de Oliveira, Isaurinha Garcia, Dircinha e Linda Batista, Henricão, Carmen Costa, Germano Mathias, Adoniran Barbosa, Demônios da Garoa, Paulo Vanzolini, Noite Ilustrada, Geraldo Filme, Osvaldinho da Cuíca, Talismã e Toniquinho Batuqueiro.

 

Professores

Os encontros serão capitaneados por Bruno Sanches Baronetti, historiador, professor e pesquisador da Cultura Popular Brasileira, doutorando em História Social pela USP e autor do livro Transformações na Avenida, história das escolas de samba da cidade de São Paulo (1968-1996) pela ed. Liber Ars (2015); e Gilberto Inácio Gonçalves, pesquisador da Música Popular Brasileira e colecionador de discos 78 rpm de música brasileira.

 

Serviço

Minicurso: A indústria fonográfica através de discos de 78 rpm (SP)
Dias 23 e 24 de janeiro de 2018, terça e quarta, das 14h30 às 17h30.

Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.

Preço: R$ 30,00 (inteira); R$ 15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública); R$ 9,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail: centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.

Informações e inscrições pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

CENTRO DE PESQUISA E FORMAÇÃO DO SESC
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30. Tel: 3254-5600.

 

 

Nerd oldschool, gamer de primeira geração. Levou a vida de gibi tão a sério que até mestrado sobre o assunto fez. Além de uma tatuagem do Superman. Na vida real é empresário (www.evcom.com.br) e professor universitário (www.faap.br).