O último Sharknado!

O último Sharknado!

Uma das maiores sagas do cinema trash chega ao fim e listamos 5 motivos para você assistir Sharknado

 

Por Henrique Morato

 

No último dia 19 de Agosto o SyFy lançou o filme que promete terminar a saga dos Sharknados de uma vez por todas, O Último Sharknado: Já Estava na Hora (The Last Sharknado: It’s About Time).

 

A série de filmes lançada em 2013 com o filme “Sharknado” ganhou uma nova produção todos os anos desde então e, finalmente, terminou este ano. Sua estreia foi exibida em diversos países entre eles os Estados Unidos, todo o Reino Unido, Espanha e grande parte da América Latina, o que inclui o Brasil.

 

Você leitor deve estar se perguntando como ainda existe isso, mas para os desinformados de plantão (que são quase todas as pessoas sãs do mundo) esse já é o sexto filme da série.

 

E nesta última continuação, nossos protagonistas viajam pelo tempo numa tentativa de impedir o primeiro Sharknado de todos os tempos, assim salvando a humanidade. Se essa sinopse maluca não conseguiu te convencer a assistir esse filme ou qualquer um da série, resolvemos reunir 5 motivos para você assistir:

 

1 – Está chovendo tubarões!

Sim! Um tornado suga tubarões diretamente do oceano e os leva por toda cidade. O que nos gera belíssimas cenas de tubarões caindo em piscinas, pessoas, estourando carros ou até arrancando braços em pleno ar.

 

Uma famosa cena é onde o protagonista Fin Shepard (Ian Ziering) atravessa por dentro de um tubarão em pleno ar com uma serra elétrica. Depois dessa, você já sabe o que esperar.

 

2 – Estrelas e convidados especiais

Se você sempre se perguntou o que aconteceu com o elenco de American Pie e outros filmes icônicos dos anos 90 esse é o seu filme. Co-estrelando Tara Reid como April Wexler (American Pie) e Ian Ziering (Barrados no Baile), o filme também conta com vários convidados especiais marcantes:

 

  • Bret Michaels (Banda Poison)
  • Tony Hawk (Skatista)
  • Alaska Thunderfuck (RuPaul’s Drag Race)
  • Dee Snider (Banda Twisted Sister)
  • Neil deGrasse Tyson (Astrofísico)
  • La Toya Jackson
  • Chris Owen (American Pie)

 

 

3 – Vários filmes em um só

 

Nesse último filme da série os protagonistas viajam pelo tempo – o que cria o pretexto para vários estilos de filmes e cenas épicas em um filme só. Aqui você verá cenas como: fugir de dinossauros, lutas no velho oeste, conhecer Merlin num castelo medieval, conhecer o futuro da humanidade formado por robôs (e tubarões robôs) e até ter ajuda de Benjamin Franklin para continuar viajando no tempo são só algumas deste último filme.

 

 

4 – É tão ruim que é bom

 

A série de filmes reúne grandes cenas com muito gore e vários clichês de filmes B (e alguns filmes A), no geral a série de filmes é tão ruim, mas tão ruim que se torna boa. Os pretextos para continuidade do roteiro, as cenas esdrúxulas que beiram (ou ultrapassam) o surrealismo e o fato de ser uma das piores ideias que já existiu sendo colocada em prática (como você pode perceber diretamente pelo nome) são alguns dos motivos pelos quais o filme é conhecido e fez sucesso.

 

Lembre-se de deixar o cérebro de fora do sofá quando for assistir porque nada faz sentido, mas no final os filmes rendem boas risadas.

 

 

5 – O Herói sempre salva o dia

 

Se temos uma calamidade acontecendo temos o pretexto certo para existir um herói. É interessante ver como a construção dos heróis, algo que nos guia desde a antiga Grécia, é aplicada para algo tão ridículo como um filme em que pessoas lutam com tubarões voando com serras elétricas. Durante o filme nossos personagens se encontram no meio de um turbilhão de acontecimentos e têm que se construir heróis para salvar o píer, a cidade, o país, ou a humanidade dos perigosos Sharknados!

 

 

6 – EXTRA – Vai abrir sua mente para mais Mashups

 

Como um grande apreciador de filmes trash eu sempre me pego pensando em outras junções de nomes que podem acontecer e que já aconteceram: Piranhaconda, Sharktopus, Zombeavers (esse é especial), Lavalantula, etc.

 

No final os filmes são divertidos, mas (sabemos) não pra todo mundo, mas quem gosta realmente gosta e afinal se temos 6 filmes alguém está consumindo esse gênero belíssimo!

 

E para os diretores de plantão ainda estou aguardando o Tsunamisaurus-Rex…

 

 

henricas

 

 

Henrique Morato é programador, professor e louco (por filmes trash).

1 Comentário

  1. Hahahahah muito bom!
    Ainda não consigo apreciar esse tipo de fico, só fico me perguntando “quem teve essa ideia muito louca?”. Mais como você falou, é tão ruim, tão ruim, que se torna bom! É legal ficar assistindo e rindo do 3D muito louco kkkkkkk

Comentários estão desabilitados neste post.