5 filmes tão ruins que são bons

ghost rider

Tem coisas que a gente gosta, mas não conta pra ninguém. Ou tentamos converter quem está ao nosso lado de que há beleza na lama

Guilty pleasures. Vocês conhecem o conceito.  São aquelas coisas que gostamos de fazer e/ou consumir, mas que dá uma vergonhazinha…

Quando pensamos em filmes, todo mundo tem uma listinha. Aqueles que você encheu o saco da galera par ir ao cinema e até hoje seus amigos te jogam isso na cara. Mas você continua gostando do filme mesmo assim.

Tem também aquele filme que você fica em casa para ver num sábado a tarde, mas não conta para ninguém, não posta no Facebook e só vê fechado no quarto, para não causar tumulto em casa.

Todo mundo tem desses.  Não adianta negar. Quem sabe não são esses aqui:

5 John Carter – Entre Dois Mundos

A Disney botou uma grana nesse filme (incríveis 307 milhões de dólares), que afundou violentamente nas bilheterias e a crítica detestou. Mas é tão legal! Tudo bem, eu sei que o Taylor Kitsch, que faz o personagem-título, é um mega canastrão. Mas os efeitos foram bem feitos, tem toda uma trama política interessante e é em Marte! Pô, só por isso já vale. E olha, quando você procura as opiniões no Netflix, tem mais gente que gosta.

John Carter

Não é tão ruim assim gente… são seus olhos!

4 Eu Sou a Lenda

Nem tente me convencer de que esse filme é bom. Não é. O roteiro vai na escolha óbvia de cortar o coração da audiência depois de construir toda uma relação do personagem principal com seu companheiro canino. Mas o Will Smith é tão competente nesse tipo de papel, que vale perder seus minutos assistindo. Tem também a Alice Braga, o que é sempre bom de ver. Mas é muito guilty pleasure, porque não tem como esconder a ruindade que traz na alma.

Eu sou a Lenda

Você vê essa imagem e já sabe onde vai acabar…

3 Motoqueiro Fantasma

Os nerds mais hardcore odeiam profundamente esse filme. Mas eu não consigo deixar de ver quando passa. Gente, comigo: tem o Nicolas Cage. Ele quase foi o Superman! Como Danny Blaze ele e seu implante capilar aprontam altas aventuras em cima da moto flamejante. Tudo bem que a interpretação melhora muito quando o rosto dele é substituído por uma caveira em chamas, mas poxa… Nicolas Cage! Não tem nada melhor do que um balde de pipoca e ouvir ele dizendo “Look into my eyes!”. Mas ok, eu sei. É ruim. Mas essa é a lista do que é tão ruim que fica bom. E esse filme se enquadra perfeitamente nisso.

Nic Cage

Apenas Nicolas Cage. Nada mais é necessário.

2 Transformers

Quando anunciaram que um filme de Transformers ia acontecer, eu fiquei louco. Imaginei logo algo nos moldes do espetacular longa-metragem animado da década de 1986, com aquela trilha sonora sensacional no Vince DiCola, o Galvatron, o Unicron… Mas aí me deram o Michael Bay. Resultado: a cena que esse cara faz em todos os seus filmes, com o sol no fundo e as pessoas andando em câmera lenta (pensa, tem essa cena em Bad Boys, em Armageddon, até em Tartarugas Ninja ele fez). Mas pô, não é que o Bumblebee, mesmo sem falar, era simpático? E o Optimus Prime então? Mandava bem demais. Confesso que tenho um pack de colecionador com os três primeiros filmes e gosto mesmo.  É tosco até o último parafuso, mas por isso mesmo é bom demais.

Transformers - The Movie

Eu queria isso…

Transformers - Michael Bay

Mas ganhei isso…

1 Escorpião Rei

escorpiao_rei

The Rock é o cara!

Eu ainda me lembro como se fosse hoje. Uma tarde qualquer de um tempo que não volta mais, quando as tardes eram livres para voar, e um cinema do centro da cidade que cobrava 1 real. REPITO: 1 REAL de estudantes. Eu e outro perdido entramos e vimos um filme tão divertido, mas tão divertido, que não dava para entender porque tanta gente estava falando mal. Spin off de A Múmia, trazia Dwayne Johnson, The Rock, como astro e conta com cenas impagáveis, como uma matança de escorpiões com o queixo. Enterrado até o pescoço, The Rock usa o queixo para matar os bichinhos que querem pegá-lo. Só essa cena já pagou meu 1 real da época. Depois desse ainda inventaram duas continuações, sem The Rock. Aí não, né? Mas esse é diversão garantida. Coloca na tela e deixa o cérebro descansar por gloriosos 92 minutos. Não tem coisa melhor.

Nerd oldschool, gamer de primeira geração. Levou a vida de gibi tão a sério que até mestrado sobre o assunto fez. Além de uma tatuagem do Superman. Na vida real é empresário (www.evcom.com.br) e professor universitário (www.faap.br).

3 Comentários

  1. Agora funcionou os comentários!

    Transformers (o 1o) é muito bom. O 2 é horrível. O 3 nem tive coragem de ver!!!! 🙂

    • São ruins mesmo. Mas olha, o 3 é melhor que o 2.

  2. Transformers me fez ter vontade de destruir robôs… de raiva. Robôs alienígenas brincando de pique-esconde no quintal do moleque foi de doer.

Comentários estão desabilitados neste post.